Pronto Atendimento Ortopédico - Aberto todos os dias (8 às 24h) (48) 3224-7466 (48) 98810-8383

O quadril é uma das articulações mais complexas do corpo humano. Formada pelos ossos da pelve (acetábulo), pelo fêmur (cabeça femoral), por músculos e ligamentos, esta estrutura realiza movimentos em todos os planos e eixos. Mas, apesar de muito importante, o quadril também pode ser acometido por doenças graves, inclusive a artrose no quadril.

“A articulação do quadril auxilia na sustentação do peso do corpo e na realização de movimentos fundamentais como caminhar, correr, agachar, sentar e levantar. Por isso, problemas como a artrose no quadril (coxartrose) podem prejudicar significativamente a qualidade de vida dos pacientes” – Dr. Daniel Codonho, Médico Ortopedista e Cirurgião de Quadril (CRM 12141).

O que é a artrose no quadril?

A artrose no quadril é caracterizada por um processo degenerativo (inflamatório) crônico. A doença provoca a deterioração da cartilagem que reveste a articulação do quadril. Além disso, a artrose provoca também a neoformação óssea nas superfícies articulares (osteófitos). 

Mais comum em pessoas acima dos 65 anos, a artrose do quadril pode acometer pacientes de todas as idades. Entre os principais fatores de risco, estão:

  • Obesidade;
  • Ser portador de lesão labral e síndrome do impacto femoro acetabular;
  • Histórico familiar de artrose;
  • Osteoporose;
  • Ser portador de doenças inflamatórias como artrite reumatóide;
  • Sequelas e fraturas prévias;
  • Prática constante de atividades de alto impacto (atletas).

Sintomas de artrose no quadril

Os sintomas mais frequentes da artrose no quadril são: dor na virilha após esforço físico, limitação de movimentos / rigidez articular, marcha claudicante (mancar) e limitação das atividades diárias como colocar calçados, secar os pés, subir e descer escadas, entrar e sair do carro.

“A artrose no quadril é uma doença que tende a evoluir com o tempo, tornando a situação do paciente cada vez mais desfavorável. Por isso, o diagnóstico e o tratamento precoces são fundamentais para minimizar o impacto sobre a qualidade de vida” – Dr. Daniel Codonho, Médico Ortopedista e Cirurgião de Quadril (CRM 12141). 

Diagnóstico

Pacientes com dor no quadril devem procurar imediatamente um médico ortopedista. No exame físico, o especialista poderá avaliar a diminuição da amplitude de movimento, a ocorrência de dor ao executar determinados gestos, as dificuldades para caminhar, as sensações de falseio e crepitação (rangido), entre outros.

Exames de imagem complementares para diagnóstico da artrose no quadril  também poderão ser solicitados. Os principais são as radiografias convencionais e, ocasionalmente, tomografias para avaliar lesões mais graves.

“A artrose no quadril não tem cura, mas existem diversas formas de tratamento para dor e que permitem ao paciente manter-se ativo” – Dr. Daniel Codonho, Médico Ortopedista e Cirurgião de Quadril (CRM 12141).

Tratamento da artrose no quadril

A artrose no quadril pode ser tratada de forma conservadora nas fases iniciais da doença através de analgésicos, condroprotetores, fortalecimento muscular com atividades de baixo impacto, mudanças dos hábitos de vida e uso de aparelhos que auxiliam a caminhar.

Nos casos mais graves, a artroplastia do quadril (implante de prótese no quadril) pode ser necessária.

Artroplastia do quadril

A cirurgia da artroplastia de quadril é um procedimento seguro e efetivo para aliviar as dores, melhorar os movimentos e ajudar a desfrutar das atividades normais do dia a dia.

Realizada pela primeira vez em 1960, é uma das cirurgias mais bem-sucedidas da medicina de modo geral. Desde 1960, o progresso das técnicas cirúrgicas e das tecnologias empregadas aumentaram a efetividade da artroplastia total de quadril. 

“A prótese ou artroplastia do quadril é uma cirurgia que substitui a articulação doente por uma artificial. O osso e a cartilagem lesionados são retirados e substituídos por componentes protéticos”  – Dr. Daniel Codonho, Médico Ortopedista e Cirurgião de Quadril (CRM 12141).

A maioria das pessoas que fazem a artroplastia de quadril sente redução importante das dores no quadril e uma melhora significativa na capacidade de realizar atividades comuns do dia a dia.

Com a modificação apropriada das atividades, as próteses de quadril podem durar muitos anos. Há estudos mostrando durabilidade acima de 20 anos em mais de 90% dos pacientes, de acordo com o tipo de prótese, tipo de material e superfície de deslizamento utilizada. 

Cuide da sua saúde e tenha uma boa qualidade de vida. Em caso de dores no quadril e restrição de movimentos, procure um médico ortopedista. A artrose no quadril pode e deve ser tratada o quanto antes. A equipe da Ortoclini pode ajudar. Conte conosco!

Sobre o autor:

 Dr. Daniel Codonho – Médico Ortopedista e Cirurgião do Quadril – CRM 12141.

Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.

Pós-graduado (residência médica) em Ortopedia e Traumatologia pelo Hospital Governador Celso Ramos – Florianópolis-SC.

Título de Especialista e membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT. 

Título de Especialista e membro da Sociedade Brasileira de Quadril – SBQ. 

Membro internacional da AANA (Sociedade Norte Americana de Artroscopia).

Membro da equipe de Transplante ósseo do Imperial Hospital de Caridade.

Open chat
1
Olá! 👋
Como podemos ajudar você?
Powered by